quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Che au Congo




Com esta a imagem clean, Che Guevara chegou em 1965 ao Congo.
(George Clooney poderá um dia ser o escolhido para esta interpretação)





contra Mobutu, na mata com os gerrilheiros... a internacionalização da revolução.



1 comentário:

Carlos disse...

babe
aproveito a boleia do blog (também a ver se o desgraçado não fenece por abandono da dona - bela cacofonia) e dos bonecos do boneco che para te enviar a referência de que te falei hoje (benditas quartas-feiras). a edição em português é da Asa e chama-se Congo - o sonho africano, mas se a memória não me falha e minha edição em castelhano é qualquer coisa como Passagens da guerra revolucionária no Congo. lê e tempera um pouco a aventura mitificada.
em relação à Camille Paglia é o Personas Sexuais, da Relógio d'Água, e vale bem o peso. já agora, continuando a viagem, bela surpresa - para mim, que sou um céptico - é o recente de versos de viagem do FJ Viegas Se me comovesse o amor (belo título).
e beijos, sempre